Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

moXo

Ave noturna, misteriosa e inteligente. O Mocho simboliza Reflexão, busca pelo conhecimento racional e intuitivo, Sabedoria.

Ave noturna, misteriosa e inteligente. O Mocho simboliza Reflexão, busca pelo conhecimento racional e intuitivo, Sabedoria.

moXo

31
Ago18

Balanço

moXo

Já passou mais de um ano desde que comecei o meu Trabalho para crescimento (TPC).

Com idas e vindas, mais ou menos ativa, mais ou menos força.

Mas a intenção continua, existe e sinto que irá ficar.

O propósito inicial deste processo mudou. Começou como escape, forma de me centrar e ter o foco em mim. Tentar ver de fora o que se passava, quem eu era. Tentar dar nomes e descrever sentimentos e sensações na esperança de me reencontrar e equilibrar.

Não me reencontrei.

Encontrei uma nova pessoa.

 

Orgulhosa do meu empenho e compromisso.

Fui acumulando exercícios e tarefas nesta escola diária, nesta avaliação e crescimento pessoal.

 

Se há algo que aprendi e fiquei mais sensibilizada foi a pôr-me no lugar do Outro e a aceitar.

Aceitar que o que não está ao meu alcance não é responsabilidade minha. Aceitar que há tarefas, decisões que não são minhas. Aceitar que o apego é o maior causador de ansiedade e expetativas desfeitas. Aceitar que não posso carregar em mim o peso de tudo e de todos os que me são próximos.

 

Parar, estudar, analisar para compreender.

Etapas imprescindíveis para crescer.

 

Gratidão,

moXo

 

090318

30
Ago18

Não há coincidências

moXo

Num determinado momento da minha vida senti a necessidade de fazer algo, partilhar o que tinha passado e pelo processo que estava a atravessar. Percebi que não sendo única, podia ser voz e dar nomes e palavras ao que muitos atravessam e não conseguem identificar ou explicar.

Elaborei um plano, temas, conteúdos, interesses.

Pensei num nome, marca, espaço virtual.

Tudo esquematizado e organizado como gosto e como me sinto confortável.

 

Depois veio a vida, o quotidiano, os dilemas e os dramas diários. A vida familiar, a vida social, o trabalho.

Ficou tudo num estado embrionário e quase utópico.

Ficou uma folha de papel com rabiscos, cheio de ideias, vontade e amor.

 

Um ano depois é-me sugerido no curso dos Chakras criar um blog.

Um canal de partilha, para expurgar, partilhar, ser eu mesma sem filtros ou máscaras. Projetar no éter, no ar, no universo a verdade, a minha. Usar a escrita como ato de criação, expressão pessoal e inspiração.                                                                       

Percebi o sinal. Porque só não vê quem não quer ver; porque só não sente quem ainda está adormecido.

Sem hesitações ou dúvidas avancei. Sem nada saber e sem pensar muito. Fiz.

Na continuação do estudo do chakra da garganta, da comunicação, enfrentei e aceitei este desafio como uma tomada de consciência de mim e da aceitação da minha voz, do meu querer, do meu ser, do meu caminho.

Mais um passo para o meu auto conhecimento e cura…cura da alma, dos sentidos, do corpo.

 

No dia 8 de Março de 2018 criei este espaço.

Podia ter sido num outro dia qualquer mas não foi. Foi no Dia da mulher. Não porque o escolhi mas foi quando tinha realmente de ser. O universo escolheu.

Há coisas que não se dizem mas escrevem-se.

Não há coincidências.

 

Gratidão,

moXo

 

080318

22
Ago18

O Purificador

moXo

Sempre que me expresso, purifico-me. A alma e o corpo limpam-se.

Emoções caladas são energia negativa acumulada que nos influência da pior forma possível.

 

Padrões repetitivos que nos colocam o corpo e todos os órgãos sob instabilidade e angústia constante. Ficamos frágeis e mais predispostos ao aparecimento de doenças.

Existem determinados aspetos da nossa personalidade que nos impedem de comunicar, libertar e expressar.

Pessoas “encolhidas”, com falta de auto estima e em constante fuga interior, insistem na sensação de opressão e inadaptação e sentem dificuldade em se fazerem entender ou em usar as palavras certas.

Pessoas com postura arrogante, de raiva contida, que dizem tudo e nada dizem, ocas e com necessidade de controlar.

São todos eles sinónimos de falta de confiança e de medos reprimidos, não trabalhados ou entendidos.

 

Cada palavra dita com emoção e verdade é como uma lufada de ar, de energia, de luz, de amor que exala do nosso interior. E como tudo o que lançamos virá ter connosco… importa estar presente no que se faz e no que se sente e tudo se torna mais real e verdadeiro. Escutar-me e escutar os outros e incentivar à verbalização das emoções. Quanto mais energia verdadeira passar por este canal mais teremos equilíbrio e harmonia.

 

O chakra da garganta está interligado com a glândula tiroide. Boca. Garganta. Voz. Discurso.

Problemas de comunicação. Não ouvir, não apreciar, não me expressar, não existir ligação com a natureza, o belo, o mundo, o universo a que pertenço, não sentir o silêncio. São rastilhos que conduzem a problemas no nosso canal de purificação. A garganta. A tiroide.

 

O silêncio. Ouvir o que o nosso interior nos diz. Aceitar. Expressão.

Caminho difícil, diário, de avanços e recuos. Mas depois de iniciado não há como voltar atrás.

Forte, confiante e dinâmica através do uso das palavras.

Falar de forma aberta e flexível.

 

Gratidão,

moXo

 

270218

17
Ago18

O poder das Palavras

moXo

garganta representa o centro da comunicação e a capacidade de comunicarmos.

Se a comunicação for feita do coração, as palavras serão convictas e mostram quem realmente somos. Assertivas, proactivas e construtivas.

Se a comunicação for feita da mente será impulsiva e demasiado racional, sem interesse ou fútil.

 

Antes de falar devo perguntar-me: o que vou dizer é bom, útil, verdadeiro?

 

Ao falar da minha verdade, do que quero e do que sou purifico a minha alma e o meu corpo. Sou real e verdadeira. Se guardo o que penso ou sinto fico agitada, nervosa, inquieta. Cada vez mais sei que isso me faz mal, põe-me realmente doente.

 

Há pouco tempo disseram-me: fala quando o que fores dizer seja mais belo que o silêncio.

As palavras são tão fortes. Devemos perceber o quanto ferem ou dão amor. A palavra fica. Nunca mais de apaga.

Um pensamento que torna em palavras vai gerar uma ação. Esta união é tão rápida a acontecer e tão difícil de diluir.

 

Durante muito tempo, demasiado tempo, fui extremamente racional. Fria nas palavras. Áspera nas ações.

Hoje percebo porque assim era. Hoje sei que não era eu. Consequência da vida e das aprendizagens que fui tendo. Tive que parar e perceber que estava a enganar-me a mim mesma.

Parte da solução que encontrei foi a de não guardar para mim; permitir-me estar e ser frágil; falar no momento que devo falar; ser moderada e franca nas palavras; ouvir mais os outros e tudo o que está ao meu redor; estar atenta; expressar-me através da criação de algo…dança, comida, construção de objetos, roupa…criar; escrever o que sinto e o meu percurso.

 

Se não me ouvir, não me expressar, se não me cuidar, adoeço.

 

Gratidão,

moXo

 

240218

Pág. 1/2

Mais sobre moXo

foto do autor

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.